WHAT'S NEW?
Loading...

Aviation Classics (3)


Força Aérea Brasileira
Boeing KC-137
FAB2401

Hoje iremos falar um pouco a respeito de uma aeronave que representa de forma exemplar o significado da palavra "clássico": o KC-137 da FAB, conhecido popularmente como "Sucatão", devido à sua idade relativamente avançada e aos problemas técnicos amplamente divulgados pela imprensa.

O 2401 possui uma história de quatro décadas. Fabricado em 1968, o "Sucatão" é um Boeing 707-354C e foi entregue inicialmente em fevereiro do mesmo à Seaboard World como N7321S, sendo originalmente uma aeronave cargueira. Seu número de série é 19840/679 e apenas seis meses após sua entrega para a empresa americana acabou sendo repassado à Varig.

Na Varig, foi convertido para versão full pax e assumiu a matrícula PP-VJY; voou nas cores da empresa gaúcha durante quase duas décadas, sendo repassado à Força Aérea Brasileira em julho de 1986, numa compra total de quatro aeronaves (nesta transação incluía-se o PP-VJK, acidentado em Abdijan, Costa do Marfim, em 03/01/1987). Na FAB foi convertido para o modelo KC-137, sob especificações que objetivaram o transporte oficial do Presidente da República. Na época de sua montagem, o avião foi todo transformado para acomodar o presidente da República e primeira-dama, com direito a cama de casal, chuveiro e corredores espaçosos.

O 2401 transportou diversos presidentes: Sarney, Collor, Itamar Franco, FHC e Lula. No entanto, durante o governo FHC, alguns problemas de ordem técnica durante as viagens governamentais fizeram com que o presidente optasse por utilizar aeronaves da TAM nas suas viagens ao invés do clássico quadrijato americano. Na época de FHC começou a discussão a respeito da substituição do KC-137 por um modelo mais moderno e que atendesse as novas necessidades do transporte oficial da Presidência, o qual era realizado tanto pelo KC-137 quanto pelos dois Boeing VC-96 (737-200), os "Sucatinhas". Cogitou-se inicialmente substituir o "Sucatão" por um Boeing Business Jet (BBJ), mas os altos custos na época inviabilizaram a operação.

O presidente Lula chegou a utilizar o KC-137 em algumas viagens no início de seu mandato, no entanto a idade começou a pesar para a clássica aeronave. O resultado disso foi a aquisição (polêmica, diga-se de passagem) de um Airbus A319 Corporate Jet, que passou a ser o flagship da frota da FAB e a aposentadoria do Sucatão.

O tempo parecia ter ser tornado um adversário invencível para o velho avião, e os anos de glória e pompa, voando para a Europa, Ásia e Américas pareciam ter chegado ao fim. Mas uma situação peculiar colocou os KC-137 em evidência: em dezembro de 2006, diversas aeronaves da TAM permaneceram em solo devido, segundo a empresa, à necessidade simultânea de manutenções não programadas. Diversos passageiros da TAM permaneceram em solo e a FAB resolveu prestar auxílio às pessoas presas nos aeroportos, utilizando para tal fim aeronaves da sua frota, como o VC-96, Embraer C-99 e é claro, os KC-137.

Após este fato, o 2401 permaneceu por vários meses parado na Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro, mas para o deleite dos amantes da aviação voltou a voar e foi registrado na foto acima durante um pernoite no Aeroporto Eduardo Gomes, após vôo para a cidade de São Gabriel da Cachoeira (SBUA).


3 comentários:

Andre disse...

Bicho me liga 9116-0739 to com uns negocios de aviao pra te dar faz e tempo to vendo a hora a empregada jogar fora.. tenho do a321 e a330 da tam e do 777 e 737 da continental.. e acho q tenho do a320 tb nao sei.. hj a empregada ia jogando fora..

Anônimo disse...

Nem pense em jogar fora...ehehehehhe

Abs Fred

Ron Groo disse...

Acho "sucatão" uma tremenda maldade, assim como chamar o novo de "aerolula"... Rs.