WHAT'S NEW?
Loading...

[FOTO] TAM revela seu segundo retrojet


TAM Airlines
Airbus A319-132 PT-TMD
Rio de Janeiro - Santos Dumont (SDU/SBRJ) 29/05/2010
Foto por Bravo Alpha



Apenas uma semana após revelar seu primeiro Airbus com pintura retrojet (PR-MBW, com as cores da década de 1970), a TAM lança a operação de seu segundo retrojet, o A319 matriculado PT-TMD. Curiosamente, o avião que recebe as cores que a TAM utilizou em seus Fokker 27 e Fokker 100 a partir de meados da década de 80 é uma do mais novos da frota da TAM.

A pintura escolhida para estampar o PT-TMD remete imediatamente à época de grande expansão da TAM: o início dos anos 90, quando seus Fokker 100 tomaram conta dos aeroportos centrais do Brasil e a partir deste momento a empresa dava seu grande salto, de uma companhia regional para nacional.


TAM - Transportes Aéreos Marília
Fokker F-27-200 Friendship PT-LAI
Rio de Janeiro - Santos Dumont (SDU/SBRJ), década de 80
Foto por Vito Cedrini


TAM - Transportes Aéreos Marília
Fokker 100 PT-MRA
São Paulo - Congonhas (CGH/SBSP), início da década de 90
Foto por Carlos A. Morillo Doria



A pintura de aviões da TAM em cores utilizadas em seu passado é parte do Projeto Vintage, lançado pela Diretoria de Marketing da companhia com o intuito de resgatar o passado da empresa. Os aviões estão com um padrão de serviço e interiores diferenciados e os comissários usam uniforme alusivo à época em que os aviões operaram. Até mesmo os vídeos de instrução de segurança fazem referência aos anos representados nas cores dos dois A319.

O único ponto a se lamentar é o fato de ambos os retrojets da TAM estarem sendo utilizados única e exclusivamente na Ponte Aérea Rio-SP; as maiores cidades do país são de fato as mais importantes economica e politicamente, no entanto não foram as únicas responsáveis pelo grande crescimento da TAM. Infelizmente muitos entusiastas de aviação serão privados de ver estas belas aeronaves nos aeroportos de suas cidades.

2 comentários:

Phulano disse...

"... sendo utilizados única e exclusivamente na Ponte Aérea Rio-SP; as maiores cidades do país são de fato as mais importantes economica e politicamente, no entanto não foram as únicas responsáveis pelo grande crescimento da TAM."
Se a gente for analisar por essa ótica, MAO estaria fora dessa rota, pois foi o interior paulista (Araçatuba, Bauru, Marília e Rio Preto) as grandes responsáveis pelo crescimento da TAM na virada dos anos 70 para 80.

Frederico Cavalcante disse...

O comentario serve igualmente para o interior paulista. Em nenhum momento foi dito que MAO era a mais importante. Agora se o sr. Phulano interpretou desta forma, lamentamos pelo ocorrido.