WHAT'S NEW?
Loading...

[EDITORIAL] Heavy Metal

Desde uma pequena flor a gigantes peças de engenharias, de um ponto extremo leste ao ponto extremo do oeste, de norte a sul, em um mundo cada vez que pede e necessita de rapidez de agilidade, com economias mais interligadas a aviação cargueira se torna a cada dia um meio de envio de cargas indispensável ao mundo.

Quando citamos Manaus, logo se vem a imagem da Zona Franca de Manaus e suas industrias de componentes, de eletrônicos e o polo de duas rodas que estão diretamente ligados ao grande volume de cargas do aeroporto da capital Manauara.

O atual Aeroporto Eduardo Gomes dispõe de um complexo de logística de carga, implantado em três etapas, sendo o Terminal de Logística 1 inaugurado em 1976, o Terminal de Logística 2 em 1980 e o Terminal de Logística 3 em 2004.

Este complexo movimentou no ultimo ano de 2010 um total de 198.336.535Kg de carga.

Terminal 1 - dedicado a atividades de internação, exportação e recebimento de cargas nacionais.

Terminal 2 - operações de importação.

Terminal 3 - inaugurado em 2004 hoje, se reestruturou para receber boa parte dos equipamentos de alta tecnologia, tendo projetos para ampliar e receber todo o processo de importação.

Com esses 3 TECAS o atual crescimento econômico do país impulsionou no volume de cargas tendo seu pico registrado em 2010, o aeroporto foi surpreendido por um alto volume de mercadorias e instalações provisórias foram estabelecidas e construídas ao lado do TPS 1 de Eduardo Gomes, onde se encontram até hoje.

Já se faz necessário ampliações nos TECAS ou até mesmo um 4 TECA , visto ao crescimento e demanda do país. Ainda não temos estudos ou projetos concretos pelaa atual administradora Infraero, mas o votos são que não fiquem parados apenas na estrutura que era provisória e hoje faz parte real do complexo logístico de cargas.

Com aproximadamente mais de 198 milhões de Kg carga movimentada, EG está na terceira posição no ranking de cargas Brasileiro, perdendo apenas para os aeroportos Paulistas de Viracopos – Campinas e de Guarulhos na Grande São Paulo.

O quê se importa e exporta?
São toneladas e toneladas de artigos manuseados no complexo logístico onde se destacam:

Principais produtos:
Exportação: Celulares, disjuntares, lâminas de barbear, sintonizados de satélite, alarme para veículos, peixes ornamentais, componentes para câmeras de vídeo e fotografia/DVD, placas de computadores, concentrado de refrigerante, lente de contato bruta e acabada.
Importação: Componentes para celulares, componentes eletroeletrônicos, carga valor(ouro-prata), placas, circuitos impressos, componentes para televisão, componentes para CPV, componentes de informática, componentes de câmera e vídeo.


Ao longo dos 365 dias, aeronaves de diversos tipos e tamanhos rasgam os céus Manauaras com diversos desses itens, sendo que algumas vezes, apenas chegam lotados e saem vazios devido a ter apenas cargas de importações. Várias empresas puramente cargueiras operam/operaram no EG. Importantes empresas já não existem mais, mas novas empresas estão aí, disputando um nicho lucrativo e importante.

As empresas puramente cargueiras que operam no EG, destacam-se:

* ABSA CARGO
* ATLAS AIR
* CENTURION CARGO / SKYLEASE
* FLORIDA WEST
* LUFTHANSA
* LAN CARGO
* MAS AIR
* RIO LINHAS AÉREAS
* TAMPA
* TOTAL
* VARIG LOG


















































































































































































* Créditos das fotos : Frederico Cavalcante e Fábio Duarte
* Texto por Wesley Lichmann

0 comentários: