WHAT'S NEW?
Loading...

Helicoptero da Marinha cai próximo ao Encontro das Águas sem perda de vidas humanas(Jornal Em Tempo)

Marinha do Brasil
Aerospatiale AS350 Ecureil/Esquilo N-7078
Foto por Frederico Cavalcante


Helicóptero da Marinha que caiu no rio Negro será içado nesta quarta-feira

A Marinha do Brasil fará nesta quarta-feira a içagem do helicóptero modelo Esquilo UH-12/7078, que caiu na manhã desta terá-feira no rio Negro, próximo ao Encontro das Águas. A aeronave foi localizada por volta das 16h, por mergulhadores do Comando da Flotilha do Amazonas.

Segundo comunicado do Comando do 9º Distrito Naval, a partir da recuperação do aparelho será possível iniciar as investigações para descobrir as causas da queda, já que o helicóptero passava regularmente por inspeções rotineiras.

Sem vítimas fatais, o acidente envolveu cinco militares do 3º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (HU-3) e um militar do Navio de Assistência Hospitalar (Nash) “Oswaldo Cruz”. Eles regressavam de uma missão operativa pólos Xingu, Tocantins, Jari e Marajó.

Os militares que estavam abordo da aeronave foram resgatados logo após o acidente pela lancha orgânica do navio e passam bem. Apenas o militar do Nash, Cabo Adriano Ribeiro Carvalho, atingindo por um fragmento decorrente do acidente foi encaminhado a uma clínica para exames mais específicos, mas nada de grave foi constatado.

No momento, ele está em observação na Policlínica Naval de Manaus (PNMA), assistido por médicos da Marinha.


Marinha faz buscas a helicóptero


A Marinha do Brasil informou que quatro mergulhadores realizam buscas aos destroços do helicóptero que caiu no rio Negro na manhã desta terça-feira (10).
No momento do acidente cinco pessoas estavam a bordo da aeronave, apenas um tripulante da embarcação que estava próximo ao local ficou ferido. Adriano Ribeiro Carval teve apenas ferimentos leves.

Segundo informações do comandante do 9º Distrito Naval, o vice-almirante Antônio Carlos Frade Carneiro, a aeronave tinha passado por inspeção recentemente. Ele informou ainda que a cada cem horas de voo uma nova revisão é feita. O esquilo estava voando há 40 horas desde a última manutenção.

O helicóptero modelo Esquilo, pertencente ao 3º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (HU-3) que faz parte do 9º Distrito Naval, caiu logo após decolar de uma base da marinha.

As cinco pessoas que estavam no helicóptero no momento do acidente eram o tenente André Luis Abreu Castelo Soares, que pilotava a aeronave, o Tenente Carlos Alberto Pereira Cano, Sargento Dácio Lutterbach da Silva e Ricardo Lelis dos Santos e o cabo Renato dos Santos Gomes.

Eles foram encaminhados para avaliação médica na Policlínica Naval de Manaus, Vila Buriti, no Distrito Industrial, e passam bem.
O laudo técnico com sobre a causa do acidente deve sair em 60 dias, conforme divulgado pela marinha.

0 comentários: