WHAT'S NEW?
Loading...

HOTRAN Fretamentos TAM Manaus-Miami

foto por Fábio Duarte

A TAM Linhas Aéreas irá operar no período de férias alguns voos charter entre Manaus e Miami, além dos voos regulares diários. A programação é a seguinte: 

aeronave Boeing 767-300ER

22/12 JJ9385 MIA 2350 MAO 0555 (+1)
23/12 JJ9384 MAO 0800 MIA 1215

27/12 JJ9385 MIA 2350 MAO 0555 (+1)
28/12 JJ9384 MAO 0800 MIA 1215

29/12 JJ9385 MIA 2350 MAO 0555 (+1)
30/12 JJ9384 MAO 0800 MIA 1215

03/01 JJ9385 MIA 2350 MAO 0555 (+1)
04/01 JJ9384 MAO 0800 MIA 1215

05/01 JJ9385 MIA 2350 MAO 0555 (+1)
06/01 JJ9384 MAO 0800 MIA 1215

10/01 JJ9385 MIA 2350 MAO 0555 (+1)
11/01 JJ9384 MAO 0800 MIA 1215

12/01 JJ9385 MIA 2350 MAO 0555 (+1)
13/01 JJ9384 MAO 0800 MIA 1215

19/01 JJ9385 MIA 2350 MAO 0555 (+1)
20/01 JJ9384 MAO 0800 MIA 1215

24/01 JJ9385 MIA 2350 MAO 0555 (+1)
25/01 JJ9384 MAO 0800 MIA 1215

26/01 JJ9385 MIA 2350 MAO 0555 (+1)
27/01 JJ9384 MAO 0800 MIA 1215

Programação vôos charter Air Berlin/Condor de novembro/2012

Novembro é o marco inicial da temporada de fretamentos no Eduardo Gomes, e os já tradicionais charters da Air Berlin e Condor marcam presença no fim do mês. Os vôos tem origem nas cidades alemãs de Munique, Dusseldorf e Frankfurt, fazendo paradas em Punta Cana antes de chegar a Manaus. A programação e horários locais são os seguintes de acordo com o HOTRAN:

23/11/2012

Air Berlin - Airbus A330-200 / 303 pax

BER 7190/7191 MUC-PUJ-MAO/MAO-PUJ-MUC

BER 7190 Punta Cana 04:00 Manaus 07:40
BER 7191 Manaus 10:00 Punta Cana 13:40

BER 7240/7241 DUS-PUJ-MAO/MAO-DUS-PUJ

BER 7240 Punta Cana 05:05 Manaus 08:45
BER 7241 Manaus 11:00 Punta Cana 14:40


Condor Flugdienst - Boeing 767-300ER / 270 pax

CFG 4144/4145 FRA-PUJ-MAO/MAO-PUJ-FRA

CFG 4144 Punta Cana 04:45 Manaus 08:30
CFG 4145 Manaus 10:50 Punta Cana 14:45

CFG 4328/4329 FRA-PUJ-MAO/MAO-PUJ-FRA

CFG 4328 Punta Cana 05:55 Manaus 09:40
CFG 4329 Manaus 11:45 Punta Cana 15:30



Lufthansa Cargo amplia sua capacidade em Manaus

MD-11F da Lufthansa Cargo em Manaus
foto por Fábio Duarte

     Às vésperas de completar dois anos de operação cargueira em Manaus (AM), a Lufthansa Cargo está investindo para ampliar a capacidade e atender a demanda que hoje é cinco vezes maior do que no início dos voos em 2010. A rota regular feita com o cargueiro MD-11 vai de Viracopos para Manaus e segue para Quito, no Equador, Bogotá, na Colômbia, passando por Aguadilla, em Puerto Rico, para depois seguir para a Alemanha e toda a Europa, Ásia e Oriente Médio.

"A importação para Manaus cresceu muito e a exportação, antes mais focada em peixes ornamentais, hoje é mais ampla, com uma diversidade maior de produtos", disse Eduardo Faria, especialista regional de planejamento e marketing para América do Sul, Caribe e Flórida.

Além dos voos regulares, a Lufthansa Cargo oferece a possibilidade de voos fretados em situações especiais.

"Hoje temos muita coisa vindo da China e da Escandinávia, por exemplo, para as empresas instaladas na Zona Franca de Manaus", explica Faria.

O crescimento foi tão significativo em dois anos que a Lufthansa Cargo contratou um funcionário exclusivo para cuidar da parte comercial e operacional em Manaus.

No ano passado, a Lufthansa Cargo, a maior empresa de carga aérea da Alemanha, transportou cerca de 1,9 milhão de toneladas de carga e correio em todo o mundo, um aumento de 5% em relação ao ano anterior.

No Brasil, a empresa oferece mais de 500 toneladas de capacidade de carga por semana em 10 frequências cargueiras e 20 de passageiros com serviços partindo de São Paulo  (Cumbica), Campinas, Curitiba, Manaus, Galeão (Rio de Janeiro) e Porto Alegre para os centros de distribuição de Frankfurt e Munique, na Alemanha.

Fonte: Assessoria da Lufthansa Cargo no Brasil




Special Report: Atlanta Airline Collectibles Show 2012

Em mais uma cobertura especial, o Manaus Spotting Team traz um pouco do que aconteceu no Atlanta Airline Collectibles Show 2012, uma grande feira de colecionismo que ocorre nos hangares da Delta Air Lines. Nosso colaborador Rogério Ruiz conta um pouco do evento, da paixão em cada centímetro do hangar e da sensação de estar perto de uma aeronave histórica, o Boeing 767-200 Spirit Of Delta.


Um dia muito especial – Delta Heritage Air Museum
Por Rogério Ruiz



Depois de disfrutar da bela cidade de Atlanta, na sexta à noite, véspera de voltar para Miami, resolvi buscar no Google por uma loja de modelos naquela cidade. Afinal, meu voo só partiria as 14h, o que deixaria toda a manhã livre para alguma atividade. E o que eu encontrei foi muito melhor do que qualquer loja de modelos: nos resultados do Google surgiu um link entitulado “Atlanta Collectibles Airline Show” que aconteceria no “Delta Heritage Air Museum” - que eu nem sabia existir - e na hora eu pensei que deveria ser interessante. Mesmo que eu ja tivesse perdido o evento ou que ja não estivesse mais na cidade, eu decidi ver como era. E qual minha surpresa ao ver que o show seria na manhã seguinte, a partir das 9h! E melhor! O folheto on line dizia “o Boeing 767 Spirit of Delta estará aberto para visitas”. Eu mal podia acrdditar! Arrumei o que faltava da bagagem e fui dormir imediatamente para poder acordar cedo.

Saí do hotel em torno das 8h da manhã em direção ao gigantesco aeroporto de Hartsfield. Como eu estava com minha bagagem, decidi ir dieto ao terminal e lá decidir o que fazer: despachar a mala no balcão da American Airlines ou guardá-la em algum lugar para estocagem. Desci do taxi em frente ao terminal 1 North, o mais antigo, que tem dentro uma estação do“Marta” (metrô da cidade de Atlanta). Fui ao guichê da AA saber se eles aceitariam minha bagagem, pois eram pouco mais de 08h30 da manhã e meu voo só sairia as 14h05. Aceitaram sem problemas! Despachei a bagagem, peguei meu boarding pass e fui direto para o ponto de taxi, de onde rumei para o Delta Boulevard.

O Delta Boulevard fica ao norte de Hartsfield e leva aos terminais cargueiros do aeroporto. É uma avenida larga, arborizada, cercada de prédios da companhia que lhe dá o nome. Na entrada do complexo, lê-se “Delta Worldwide Headquarter”. Fomos direcionados a entrar pela parte de trás do complexo, passando pelos terminais cargueiros. O taxi parou na porta de um grande hangar onde havia uma placa indicando o show. Desci, paguei a corrida e quando olho pra cima, vejo uma deriva branca e azul brilhando dentro do hangar. Era enorme! Confesso que fiquei nervoso e boquiaberto. Era o Boeing 767-200 Spirit of Delta, N102DA. Era minha primeira possibilidade de ficar tão perto de um 767. Para quem trabalha na área, isso é besteira, mas para mim, poder estar assim tão perto de um avião e sem restrições de segurança, era algo inédito. A entrada do evento era paga, US$ 5,00 (sim, CINCO dólares!). Claro que achei barato, mas eu nao tinha idéia do quão barato era aquilo, em vista do que o show tinha a oferecer.




Para continuar lendo a matéria completa, clique AQUI, no título do texto, na aba superior ou na coluna lateral Matérias Especiais


Infraero desativa Restaurante e Terraço Panorâmico do Eduardo Gomes



foto por Fábio Duarte
A Infraero divulga que a partir de sábado, dia 20/10, o restaurante social que funciona no terraço do Terminal de Passageiros 1 do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, será desativado. A desativação será necessária para prosseguimento das obras de modernização terminal de passageiros 1, com início dos serviços de construção da futura praça de alimentação e de áreas operacionais da Infraero. 

Com a desativação do restaurante, os usuários do aeroporto terão a sua disposição lanchonetes localizadas no saguão público e na área de embarque, sendo as da área de embarque destinadas exclusivamente aos passageiros após processo de check-in. Durante o período de execução das obras na área do terraço, previsto para oito meses, a maioria das lanchonetes do aeroporto oferecerá, além dos seus tradicionais lanches, refeições rápidas.

A futura praça de alimentação ocupará uma área equivalente a 2.100m²  e após sua inauguração oferecerá aos usuários do local uma diversidade de opções gastronômicas, entre lanchonetes, restaurantes e estabelecimentos do gênero. “ Serão quatorze pontos de alimentação, dois restaurantes, sendo um de gastronomia regional e outro internacional e doze pontos entre fast food e lanchonetes. Haverá também incremento de pontos de alimentação nas salas de  embarque doméstico  e internacional, assim como no saguão de desembarque. Esperamos que esse novo cenário possa oferecer aos clientes e usuários do aeroporto mais conforto e comodidade, tornando-se uma opção de lazer na cidade de Manaus”, salientou Tânia Aquino, gerente Comercial da Infraero.

Fonte: www.amazonasnoticias.com.br

[FOTOS] Boeing 767-300 da Arkefly

Hoje tivemos no AIEG (Aeroporto Internacional Eduardo Gomes) a presença do Boeing 767-300 prefixo PH-OYE da Arkefly que é uma companhia de voo charter Holandesa. O voo TFL 7663 partiu de Frankfurt (EDDF/FRA) Alemanha  às 12:23LT direto para Manaus (MAO) onde pousou na capital amazonense às 17:18 hora local.


Boeing 767-300
Arkefly - PH-OEY
foto por: Emerson Cardoso

Boeing 767-300
Arkefly - PH-OEY
foto por: Emerson Cardoso

Boeing 767-300
Arkefly - PH-OEY
foto por: Emerson Cardoso

Boeing 767-300
Arkefly - PH-OEY
foto por: Emerson Cardoso

Retrospectiva em fotos: MD-11 Centurion Cargo acidentado em VCP

Um grande transtorno ocorreu neste fim de semana no aeroporto de Campinas/Viracopos devido a um incidente envolvendo um MD-11F da Centurion Cargo de matrícula N988AR (número de série 48434). Segundo os relatos, a aeronave sofreu colapso do trem de pouso principal esquerdo após um "bounced" landing na pista 15/33 de VCP no sábado à noite.

Com o colapso do trem principal esquerdo, a aeronave pendeu para a esquerda causando choque com o solo do motor #1 e da asa esquerda, estruturas as quais sofreram danos substanciais. O fato mais importante acabou não sendo o incidente em si, mas a demora na retirada do MD-11: a pista de VCP permaneceu fechada por quase 48 horas até que a aeronave fosse finalmente retirada na tarde de segunda, causando imensos transtornos a passageiros e principalmente às operações da Azul, afinal Viracopos é o principal hub da empresa.

Em outubro de 2009 esta mesma aeronave utilizava a matrícula N701GC e sofreu danos severos no trem de pouso direito após um hard landing em Montevidéu, contudo o avião foi recuperado e voltou a voar. O N988AR é uma aeronave importante na história da aviação brasileira: foi o primeiro MD-11 da Varig entregue em 1991 e o primeiro a utilizar matrícula brasileira (PP-VOP). Já convertido como cargueiro, sempre foi um visitante recorrente em Manaus, nas cores da Gemini Air Cargo e da Centurion Cargo.


Varig, PP-VOP
Foto original, clique aqui



Gemini Air Cargo, N701GC
Foto original, clique aqui



Incidente em MVD, Centurion Cargo N701GC
Foto original, clique aqui



Centurion Cargo, N988AR
Foto original, clique aqui


Embraer entrega 900º E-jets para à Kenya Airways

foto por Embraer


São José dos Campos, Brasil, 10 de outubro de 2012 – A Embraer alcança hoje mais um marco significativo com a entrega da 900ª aeronave da família de E-Jets, um EMBRAER 190, à Kenya Airways, em cerimônia na sede da empresa em São José dos Campos, Brasil.


“A entrega do E-Jet de número 900 é uma grande conquista para a Embraer e estamos muito satisfeitos em entregar a aeronave à Kenya Airways, uma das principais companhias aéreas da África, somente oito anos após o primeiro avião da família ter entrado em serviço, em 2004”, disse Paulo Cesar de Souza e Silva, Presidente da Embraer, Aviação Comercial. “Os E-Jets foram os primeiros aviões a mudar o pensamento tradicional sobre aeronaves de 70 a 120 assentos, revolucionando o transporte regional e trazendo mais conectividade e frequências para os passageiros, aumentando a flexibilidade de seus planos de viagem e oferecendo maior eficiência operacional às empresas aéreas.”



Atualmente, os E-Jets estão em serviço em mais de 60 companhias aéreas de 40 países com quatro tipos diferentes de modelos de negócio – com empresas aéreas tradicionais, companhias regionais e de baixo custo, e, mais recentemente, com operações programadas de turismo. A aeronave voa longas rotas e opera em alguns dos aeroportos mais desafiadores do mundo, como o de London City (LCY), em Londres. A família também oferece sistemas de entretenimento a bordo, TV e rádio via satélite ao vivo, tomadas nos assentos e conectividade Wi-Fi aos passageiros.



“É uma verdadeira honra para Kenya Airways fazer parte deste destaque na história da Embraer, recebendo o E-Jet de número 900”, disse Dr. Titus Naikuni, CEO da Kenya Airways. “O E190 é uma aeronave versátil e adequada para nossas ambições de crescimento no continente Africano. Devido a suas capacidades de médio alcance, o avião apoiará de modo consistente nossos planos de voar novas rotas e aumentar as frequências nas já existentes. Oferece aos passageiros excelente conforto de cabine ao mesmo tempo em que aumenta nossa eficiência operacional. Esta nova aquisição aproxima a companhia de nossa visão de voar para todas as capitais na África nos próximos anos.”



Os E190 da Kenya Airways estão configurados em duas classes com 96 assentos: 12 na classe executiva e 84 na econômica, com telas individuais em cada assento, com entretenimento em voo sob demanda. Esta aeronave se unirá à frota da Kenya Airways de 12 aeronaves Embraer que compreende um mix de modelos, sendo cinco E170 e sete E190. A Kenya Airways tem mais sete E190 encomendados, com entregas programadas de um avião por mês até fevereiro de 2013. As aeronaves são operadas a partir do centro de operações da empresa em Nairóbi, capital do Quênia.


Fonte: Embraer

777-200F Lan Cargo em MAO (06/10)

foto por Alexandre Cavalcanti

O blog TMA Fortaleza informa previsão de operação do Boeing 777-200F da Lan Cargo em Manaus e Fortaleza no próximo sábado. O schedule é o seguinte:

06/10/2012

LCO1741
Equip: B772F
Equip. alternativo: B763F

SGAS 1200 1530 SBEG
SBEG 1640 1950 SBFZ
SBFZ 2150 0105 SBKP

SGAS: Assunçao, Paraguai
SBEG: Manaus, AM
SBFZ: Fortaleza, CE
SBKP: Campinas/Viracopos, SP

Lake Buccaneer acidenta-se em Anavilhanas sem fatalidades



Ocorreu nesta manhã de segunda-feira um acidente sem fatalidades envolvendo o Lake Buccaneer de matrícula PT-LJO, hidroavião baseado em Flores. Segundo os relatos da imprensa, o tanque de combustível do LJO explodiu enquanto a aeronave sobrevoava a comunidade do Alto Aruau, no arquipélago de Anavilhanas, a 115 quilômetros de Manaus.

Estavam a bordo três passageiros, ambos vítimas de queimaduras de segundo e terceiro grau. O resgate foi feito por lanchas do SAMU com auxílio aéreo da Aeronáutica. Os passageiros deram entrada no início da tarde no Hospital Pronto Socorro 28 de Agosto onde receberam assistência médico-hospitalar necessária e adequada.