WHAT'S NEW?
Loading...

Após fusão com a Trip, marca Azul prevalece


A Azul Trip S.A., holding da fusão entre a Azul Linhas Aéreas e a Trip Linhas Aéreas, anunciam hoje que a marca que prevalecerá da união entre as duas companhias será Azul. O nome Trip será descontinuado, mas haverá uma referência gráfica, visual, da companhia regional no novo logotipo. As duas empresas também deverão divulgar que receberam autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar um acordo de compartilhamento de voos (do jargão em inglês "codeshare").

A Anac informou ao Valor que comunicou à Azul e à Trip o seu aval ao codeshare no dia 20 de agosto. O pedido de autorização para esse acordo foi divulgado publicamente uma semana antes, no dia 13 de agosto.

Levantamento no site da Anac mostra que Azul e Trip, juntas, protocolaram 380 pedidos de alteração de horários de transporte (hotran, no jargão do setor aéreo, que são autorizações para que as empresas possam operar voos regulares).

Essas solicitações de mudanças de voos podem incluir de um a sete voos por semana. Elas são consequência do pedido de codeshare entre a Azul e a Trip e foram protocoladas após o anúncio da fusão societária entre as duas, divulgada em 28 de maio. Juntas, as duas operam 800 voos por dia.

Do total de pedidos de alteração de voos, 129 são da Azul. Eles foram protocolados entre os dias 24 de julho e 20 de agosto. As datas em que essas solicitações poderão entrar em vigor variam de 4 de setembro a 4 de outubro.

No caso da Trip, são 251 pedidos de alteração de voos. Eles foram protocolados entre os dias 19 de julho e 24 de agosto. Poderão entrar em vigor entre os dias 1 de setembro e 2 de outubro. A Anac informa que todas as solicitações estão sendo analisadas pela área técnica da agência.

Azul e Trip permanecem operando de forma independente até obterem as autorizações necessárias para a fusão entre as duas. Da Holding Azul Trip S.A., os acionistas da Azul terão 67% do capital e os da Trip ficarão com os 33% restantes.

Executivos da Azul Trip S.A. também deverão apresentar oficialmente hoje sua nova estrutura administrativa. O fundador e presidente da Azul, David Neeleman, reassumiu a presidência executiva da companhia, enquanto Azul e Trip operam de forma independente. Neeleman permanece como presidente do conselho de administração da Azul e será o presidente-executivo da empresa resultante da fusão, que agora será conhecida apenas como Azul.

A nova empresa também terá um comitê executivo, presidido pelo atual presidente-executivo da Trip, José Mario Caprioli. Ele tambem será o principal executivo operacional da nova companhia (COO, do inglês Chief Operating Officer).

John Rodgerson, atual vice-presidente financeiro da Azul, será o principal executivo de finanças da nova empresa (da sigla em inglês CFO, ou Chief Financial Officer). Trey Urbahn, atual vice-presidente de planejamento da Azul, será o principal executivo de gestão de receita e malha aérea (CRO, da sigla em inglês Chief Revenue Officer).

Pedro Janot, que ocupava a presidência-executiva da Azul, passará a integrar o conselho de administração, em dois comitês específicos. A sede das duas empresas deverá ser unificada em Alphaville, na região metropolitana de São Paulo. A Trip foi fundada em Campinas, interior de São Paulo.

Fonte:  Valor Econômiico

Programação de voos Charters para Manaus

Começa no próximo mês de setembro a temporada de voos fretados (charters) em Manaus e estende-se até março de 2013. As companhias Air Berlin da Alemanha e Surinam Airways do Suriname farão alguns voos entre Alemanha, Republica Dominicana, Suriname e Aruba no qual demostramos abaixo:




01sep12/SLM-801 ETA MAO 1000LT FR PBM/ SLM-803 ETD MAO 1100LT TO AUA
08sep12/SLM-805 ETA MAO 1845LT FR AUA/ SLM-806 ETD MAO 1945LT TO PBM


* PBM: Johan A Pengel International Airport - Paramaribo
* MAO: Aeroporto Internacional Eduardo Gomes - Manaus
* AUA:  Reina Beatrix International Airport - Aruba


Boeing 737-300
Foto por Frederico Cavalcante


BER-7190 ETA MAO 0740LT FR DUS-PUJ/ BER-7191 ETD MAO 1000LT TO PUJ-DUS
BER-7240 ETA MAO 0845LT FR MUC-PUJ/ BER-7241 ETD MAO 1100LT TO PUJ-MUC

Os voos operam em 23nov12, 21dez12, 18jan13, 15feb13 e 15mar13

* MAO: Aeroporto Internacional Eduardo Gomes - Manaus
* DUS:  Düsseldorf International Airport - Dusseldorf (Alemanha)
* MUC: Franz Josef Strauss International Airport - Munich (Alemanha)
* PUJ:  Punta Cana Aeropuerto Internacional - Punta Cana (Republica Dominicana)


Airbus A330-200
Foto por Fábio Duarte




SRTE embarga parcialmente canteiro de obras do Aeroporto Eduardo Gomes em Manaus.


Manaus - A obra de reforma do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, localizada na Avenida Santos Dumont, foi embargada parcialmente na última sexta-feira, 24, por auditores fiscais da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE). Mais de 20 irregularidades foram constatadas, entre elas o risco de queda e de soterramento, durante a visita de três auditores fiscais.

A obra de reforma teve início em novembro de 2011, que até agora não teve nenhum acidente fatal, foi embargada pela primeira vez. “O embargo da obra foi uma ação coercitiva e preventiva para evitar que acidentes aconteçam futuramente”, disse o superintendente substituto Regional do Trabalho, Edson Rebouças.

“Toda vez que um auditor fiscal do trabalho identifica grave e eminente risco ao trabalhador ele poderá embargar a obra” ressaltou, Segundo informações do relatório da SRTE aproximadamente 600 trabalhadores atuam em toda obra do aeroporto.

“Cada item no relatório de fiscalização é um auto de infração, não é necessariamente uma multa, a empresa pode se defender. Agora caso não sejam atendidas as exigências levantadas pela SRTE, os autos de infração poderão ser convertidos em multas que variam de valores”, falou Rebouças.

Edson informou que a fiscalização apenas começou. “Geralmente levamos de um a dois meses até verificar todos os itens irregulares. E até agora as empresas responsáveis pelo consórcio não entraram com o pedido de levantamento ou recurso do embargo, até lá o trecho que foi paralisado pelos auditores não poderá voltar a funcionar”, informou o superintendente.

Três empresas fazem parte do consórcio: Encalso, Engervix, e Kallas. O pedido de levantamento do embargo só poderá ser feito após as empresas responsáveis pelo consórcio atenderem a todas as irregularidades.

A reportagem do portalD24AM em contato por telefone com o gerente administrativo do consórcio das empresas, Sérgio Santos, e ele disse não pode fornecer nenhuma informação oficial. “Apenas os diretores das empresas podem falar oficialmente, e eu não estou autorizado a falar por eles”, explicou.

Na manhã desta segunda-feira (27), vários trabalhadores da obra do aeroporto paralisaram a obra por conta da falta de pagamento dos 30% de periculosidade. “Desde que começamos a trabalhar eles nunca nos pagaram esses 30%”, manifestou um dos operários que preferiu não se identificar. A empresa desconhece a falta de pagamento.

O superintendente informou que todas as irregularidades serão verificadas, entre elas, folha de pagamento, CAGED, Rais e FGTS. “Solicitaremos todos os documentos contábeis para verificarmos se a empresa esta honrando todos os seus compromissos com os trabalhadores”, concluiu Edson.

Atenção maior da fiscalização na indústria de construção

A SRTE tem 12 projetos de fiscalização, um deles é o da construção. “O nosso Estado esta com a atividade na construção muito aquecida, o que tem gerado muitos empregos, e nesses canteiros de obras sempre há risco para o trabalhador”.

Edson informou que muitas vezes durante as fiscalizações são encontrados trabalhadores sem registro e sem proteção contra queda. “Por exemplo, o trabalhador esta numa altura elevada e tem que ter cinto de segurança, andaimes fixos, tudo para que seja evitado um acidente”.

O superintendente destacou que o tipo de acidente que mais leva a morte em canteiros de obra são os de choque elétrico, e relembrou o último acidente de trabalho registrado no mês de agosto, onde um operário do Shopping Ponta Negra, ainda em construção, teve um acidente fatal, e morreu eletrocutado. “O risco elétrico o trabalhador não vê”.

Qualquer irregularidade em obras pode ser denunciada na SRTE, através do plantão fiscal.

fonte: Jornal D24am

[FOTOS DO DIA] Cargueiros em Salvador

Apresentamos hoje algumas fotos do nosso grande amigo e novo colaborador do blog Marcos Paulo Caput. Mostraremos uma série de aviões cargueiros que frequentam  regularmente o Aeroporto Internacional Dep. Luís Eduardo Magalhães (SBSV).

 
Boeing 767-316 ERF
Tam Cargo - PR-ADY
Salvador - BA (SBSV)
foto por Marcos Paulo Caput

Boeing 767-316 ERF
Absa Cargo - PR-ABB
Salvador - BA (SBSV)
foto por Marcos Paulo Caput

Boeing 767-316 ERF
Absa Cargo - PR-ACG
Salvador - BA (SBSV)
foto por Marcos Paulo Caput

Boeing 727-200F
Air Brasil - PR-MTJ
Salvador - BA (SBSV)
foto por Marcos Paulo Caput



ANAC autoriza inicio das operações da MAP Linhas Aéreas

foto por Fábio Duarte

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou a empresa MAP Linhas Aéreas a operar comercialmente na Região Norte do Brasil e, segundo nota de empresa, o voos devem começar na segunda quinzena do mês de setembro, ligando as cidades de Manaus, Lábrea e São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas, e Porto Velho, em Rondônia.
Para a primeira etapa das operações, a MAP Linhas Aéreas vai utilizar aviões de produção francesa ATR 42, com espaço para 46 passageiros. Segundo o gerente comercial da empresa, Marconi Chagas, em breve, serão informados as datas, horários dos voos, tarifas e formas de pagamento de passagem, porém, garantiu que a MAP vai estar em todas as agências de viagem e vai possuir vendas na Internet.
A expectativa da empresa é que ainda neste ano a MAP começa a realizar voos para cidades localizadas na região Oeste do Amazonas.

Fonte: Jornal G1/ Amazonas

EMBRAER entrega o primeiro EMB-145 AEW&C para a Força Aérea Indiana

foto por Embraer

Embraer entrega a primeira aeronave de vigilância aérea para a Índia . Data 16 Agosto 2012 Foto - EMBRAER

São Paulo, 16 de agosto de 2012 – A EMBRAER Defesa e Segurança entregou hoje a primeira aeronave EMB 145 AEW&C (Airborne Early Warning and Control ou Alerta Aéreo Antecipado e Controle) ao governo da Índia. A entrega ocorre após a conclusão de testes em solo e em voo que cumpriram as metas operacionais estabelecidas pela Embraer, pelo Centre for Airborne Systems (CABS) e Defence Research & Development Organisation (DRDO). A aeronave será entregue à Força Aérea Indiana após integração dos sistemas de missão, pelo CABS e DRDO, na Índia.

“A colaboração com o DRDO neste programa tão complexo fortalece os vínculos entre o Brasil e a Índia”, disse Luiz Carlos Aguiar, Presidente & CEO da EMBRAER Defesa e Segurança. “Estamos muito orgulhosos de atender às expectativas de nossos clientes fornecendo esta plataforma ao CABS e ao DRDO”.

“Este EMB 145 AEW&C incorpora recursos importantes, como sistema de reabastecimento em voo, um aumento significativo da capacidade elétrica e de refrigeração e um conjunto amplo de modificações estruturais que permitirão a instalação dos avançados sistemas de missão desenvolvidos pelo CABS na Índia em conjunto com os centros de trabalho do DRDO”, disse o Vice-Presidente de P&D (Aviônicos & Aero) do DRDO, Dr. Elangovan.

“O sucesso deste programa é símbolo da cooperação entre a Índia e o Brasil”, disse o Dr. Christopher, Diretor de Programa do AEW&C e Diretor do CABS. “O radar de varredura eletrônica ativa (Active Electronically Scanned Array - AESA), projetado e desenvolvido pelo CABS, que agora tem suas antenas instaladas no alto da fuselagem dessa aeronave Embraer modificada, é um exemplo dessa cooperação. O CABS e o DRDO integrarão todos os outros sistemas de missão na Índia e entregarão a aeronave à Força Aérea Indiana”.

As aeronaves AEW&C restantes serão entregues à Força Aérea Indiana, dentro de um contrato assinado em 2008, que inclui um pacote abrangente de treinamento, suporte técnico, peças de reposição e equipamento de apoio em solo. Quando entrarem em operação, estas aeronaves se somarão a cinco jatos Legacy 600 da Embraer atualmente operados pela Força Aérea Indiana (IAF) e pela Força de Segurança de Fronteiras (BSF) do Ministério do Interior da Índia.

Sobre o EMB 145 AEW&C

O EMB 145 AEW&C (Alerta Aéreo Antecipado e Controle) pertence à família de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (ISR) de aeronaves e sistemas da Embraer. Seu projeto é baseado no ERJ 145, uma das plataformas mais bem-sucedidas de jatos regionais do mundo, com mais de 1.100 unidades entregues e 19 milhões de hora de vôo. A EMBRAER proporciona uma aeronave flexível, confiável e acessível para missões ISR, com uma combinação perfeita de eficácia e economia.
Sua missão primária é detectar, rastrear e identificar alvos em sua área de patrulha e transmitir essas informações às forças aliadas para muni-las de uma visão operacional precisa e abrangente. 
Desse modo, o EMB 145 AEW&C pode realizar gerenciamento do espaço aéreo, posicionamento de caças e controle de interceptação, inteligência eletrônica e vigilância marítima, de fronteira e de zonas econômicas exclusivas.

Sobre a Embraer Defesa e Segurança

A Embraer Defesa e Segurança é uma unidade de negócios da Embraer S.A. com mais de 40 anos de experiência no fornecimento de plataformas e sistemas superiores às Forças Armadas de todo o mundo para auxiliá-las em sua defesa e segurança. Com presença crescente no mercado global, cumpre papel estratégico no sistema de defesa do Brasil, fornecendo mais de 70% da frota de asa fixa da Força Aérea Brasileira (FAB).
O portfólio de produtos da Embraer Defesa e Segurança inclui aviões militares, tecnologias de radar de última geração, veículos aéreos não tripulados (VANT) e sistemas avançados de informação e comunicação, como as aplicações de Comando, Controle, Comunicações, Computação e Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (C4ISR).
Os aviões e as soluções militares da Embraer estão presentes em mais de 50 forças armadas de 48 países.
fonte: Defesanet 16 de Agosto, 2012 

Principio de incêndio atinge Almoxarifado da Tam no Aeroporto Eduardo Gomes


A Infraero informou, por meio da assessoria, que o fogo já foi apagado. Incêndio começou no almoxarifado da empresa TAM.

Manaus - Um princípio de incêndio atingiu o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus, por volta das 17h20 desta quinta-feira. Não há informações sobre feridos ou prejuízos à estrutura do aeroporto.

A Infraero informou, por meio da assessoria, que o fogo já foi apagado.

Informações preliminares dão conta de que o fogo começou no almoxarifado da empresa TAM, longe da circulação dos passageiros. A área foi prontamente evacuada.

Por conta do fogo, a fumaça chegou ao terminal de passageiros e assustou pessoas que estavam no local esperando seus voos.

Fonte: Jornal D24am

Bimotor faz pouso forçado em Coari-AM


Um avião bimotor particular modelo Sêneca prefixo PT-EIR apresentou falha enquanto aterrissava no aeroporto de Coari, a 370 km de Manaus, na manhã deste domingo (12). Quatro pessoas ocupavam a aeronave, sendo três passageiros e o piloto. Ninguém se feriu. A suspeita é que tenha ocorrido falha no trem de pouso.

De acordo com o Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa 7), apenas após uma investigação preventiva vai ser possível afirmar se a falha foi humana ou mecânica.

O ocorrido foi classificado pelo Seripa 7 como um incidente, já que não houve feridos e grandes danos à aeronave. O avião foi levado para um hangar do aeroporto de Coari, onde passará por perícia feita pelo Seripa 7.

De acordo com o Major Rangel, do Seripa 7, a investigação que vai ser feita não tem o objetivo de encontrar culpados para o ocorrido. "A investigação preventiva tem como objetivo somente descobrir as causas do incidente, para que a partir disso possamos evitar mais acontecimentos dessa natureza ou até mais graves", 

Ainda segundo o Major Rangel, o a investigação preventiva é mais curta que a investigação de acidentes e deve levar cerca de três meses.


Sêneca PT-EIR
foto por Fábio Duarte

Fonte: G1 Amazonas

[FOTO DO DIA] KC-137 FAB 2401

A foto de hoje é do nosso amigo e redator do blog Frederico Cavalcante que mostra o velho e conhecido guerreiro KC-137 FAB 2401 do Esquadrão Corsário (2º / 2º GT) que é sediado na Base Aérea do Galeão, taxiando numa bela manhã de domingo no Eduardo Gomes (SBEG).

KC-137 (707-300C
FAB 2401
foto por Frederico Cavalcante
                                 

[FOTOS] Sobrevoo sobre Manaus parte I

O MSTeam a convite da Manaus Aerotaxi realizou no ultimo dia 05/08 (sábado) um voo panorâmico  a bordo do Caravan C208B da Manaus Aerotaxi prefixo PR-MNS. Abaixo algumas fotos realizadas a bordo e algumas externas em diferentes ângulos 


ATR-42 da Map Linhas Aéreas
PR-MPO
foto por Fábio Duarte

     Mitsubishi MU- 2B-40 da Lafir Taxi Aéreo
foto por Fábio Duarte

Cessna Citation 650 III
Manaus Aero Taxi - PR-MPF
foto por Fábio Duarte

B 767-300F
Tam Cargo PR-ADY
foto por Fábio Duarte

B 767-200F
Rio Linhas Aéreas - PR-IOE
foto por Fábio Duarte

B-737-800
Gol Linhas Aéreas - PR-GTK 
foto por Fábio Duarte

Detalhe do trem de pouso do Caravan
foto por Fábio Duarte

Perna do vento da cabeceira 10
foto por Fábio Duarte

2 Boeings 767 cargueiros lado a lado
foto por Fábio Duarte

vista parcial das obras de ampliação do
Aeroporto Eduardo Gomes

foto por Fábio Duarte

In flight
foto por Fábio Duarte

Cessna C208B Caravan
Manaus Aero taxi - PR-MNS
foto por Fábio Duarte

Cessna C208B Caravan
Manaus Aero taxi - PR-MNS
foto por Fábio Duarte

Sunset
foto por Fábio Duarte
.

[FOTOS] Voando pela Amazônia

O Blog publica hoje as fotos do nosso amigo e colaborador Ádamo Rizzi  que mostra um pouco do seu dia a dia de trabalho nos céus da Amazônia.

G-1000  mostrando as formações na proa
foto por Ádamo Rizzi

curta final para pouso em Coari
foto por Ádamo Rizzi

Caravan 208B da Amazonaves no SBEG 
foto por Ádamo Rizzi

sobrevoando a cidade de Tapauá
foto por Ádamo Rizzi

Executivos no SBEG
foto por Ádamo Rizzi

B767-300F da Florida West
foto por Ádamo Rizzi

Aeroporto de Parintins (SWPI)
foto por Ádamo Rizzi

terminal do Aeroporto de Maués (SWMW)
foto por:Ádamo Rizzi

[VÍDEO] CNF/MAO pelo E-190 da Trip Linhas Aéreas

[FOTOS DO DIA] Cargo Planes no SBEG

O MSTeam ganhou mais um colaborador, trata-se do Amigo Ádamo Rizzi que é Co-piloto de Caravan na Amazonaves Taxi Áereo e já nos brinda com uma série de cargueiros no pátio do AIEG (Aeroporto Internacional Eduardo Gomes). O MD-11F da Lufthansa Cargo prefixo D-ALCC que traz na sua fuselagem o adesivo alusivo aos 100 anos de carga aérea foi o visitante ilustre na madrugada do dia 31/07..

B747-2F6B Souther Air
N761SA
foto por Ádamo Rizzi

MD-11F SkyLease Cargo
N950AR
foto por Ádamo Rizzi

Tail's MD11F Lufthansa, Skylease e 767 da Rio Linhas Aéreas
foto por Ádamo Rizzi

MD-11F Lufthansa Cargo
 D-ALCE

foto por Ádamo Rizzi

MD-11F Lufthansa Cargo
D-ALCC
 100 Years Air Cargo Special
foto por Ádamo Rizzi