WHAT'S NEW?
Loading...

MD-83 da Perla Airlines em 04/03

Perla Airlines
McDonnell Douglas MD-83 YV335T
Foto por Roger Cannegieter


Nesta sexta, 04 de março, estão previstos dois vôos charter da Perla Airlines. A programação é descrita abaixo:

No dia 04 de marco (sexta de carnaval), o MD-83 da empresa venezuelana Perla Lineas Aereas estará operando no SBEG em dois horarios atendendo a voos fretados de Carnaval.

O primeiro voo sairá as 10h30 com destino a Margarita e St.Maarten (fretamento Paradise) e mais tarde, as 19h00 outro voo novamente com destino a Margarita (Fretamento Flytour e Paradise).

No ar: a segunda parte da história do "cemitério" de aviões de Manaus

O cemitério de aviões de Manaus - Parte 2


Já está no ar a segunda parte da série de matérias sobre as aeronaves abandonadas na área operacional do Aeroporto Eduardo Gomes. Desta vez contaremos um pouco da história de dois aviões que voaram pela VASP: o PP-SMB e o PP-SPG, ambos Boeing 737-200.

Para ler a segunda parte da matéria completa, basta clicar aqui, no título no topo desta postagem ou na seção "Matérias especiais" na lateral da página principal do blog.

[VÍDEO] McDonnell Douglas DC-10 Biman Bangladesh

o Blog traz hoje um vídeo para os amantes do DC-10, detalhe para o lindo ronco dos motores CF-6-50 da GE.


ATR 72 da Trip sai da pista em Altamira

ATR 72-200 PR-TTI saiu da pista em Altamira, Pará
(Foto via blog RedBaron)


Um ATR-72 (PR-TTI) da Trip saiu da pista após a aterrissagem em Altamira, Pará. Segundo a Trip, o avião teve problemas no trem de pouso durante a frenagem após o toque no solo, fazendo com que o avião tombasse para a esquerda e saísse da pista, danificando parte da estrutura da asa esquerda e do motor #1.

O avião realizava o voo 5204 procedente de Belém e transportava 46 passageiros. O acidente deixou um passageiro ferido e ocorreu durante o pouso na pista 25.

21/02/11 23:00 a 22/02/11 22:00
RWY 07/25 CLSD DEVIDO ACFT ACIDENTADA)

Para mais informações e fotos sobre o incidente, basta clicar no link do blog RedBaron:

Clique AQUI


[VIDEO] A história do DC-8 PP-BEX



O vídeo, de autoria de Convair0990, mostra a história em fotos de um dos quatro Douglas DC-8-73(F) operados pela Beta Cargo, o PP-BEX. Os outros DC-8 operados pela empresa são o PP-BET, PP-BEL e PP-BEM.

[Reportagem] TRIP ameaça suspender operações no interior do Amazonas

Empresa aérea alerta para risco de voar no Amazonas e ameaça parar atividades

A empresa Trip, uma das poucas que realiza voos no interior do Estado, pode suspender voos para municípios amazonenses devido a existência de aeroportos inadequados

(Via Jornal A Crítica - para ler a matéria original clique no título)

Manaus, 19 de Fevereiro de 2011

Cimone Barros

Ronaldo Veras da Inteligência da TRIP (FOTO: LUIZ VASCONCELOS/ACRÍTICA)

Nove de 13 municípios do Amazonas, atendidos com voos regulares pela Trip Linhas Aéreas, correm o risco de ficar sem operações da empresa, caso os aeródromos não se adequem às exigências da Resolução 115 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que aumenta os critérios de segurança de prevenção, salvamento e combate a incêndio nos aeródromos civis. Na última sexta-feira (18), a Trip, maior empresa regional do País, reuniu prefeitos e deputados para alertar sobre a situação e se colocar a disposição para assessorar os municípios.

As exigências variam de acordo com a classificação dos aeroportos, mas todos terão de ter uma seção de combate a incêndio (prédio), viaturas, reserva técnica de agente extintor na viatura e pessoal treinado. O prazo terminou em 2010 e a Anac estendeu até 31 de dezembro de 2011 para as localidades com voo regular. “Somos interessados que sejam mantidos os voos. Uma suspensão dessa acarreta problemas pra nós, aos passageiros e à cidade”, disse o diretor de Inteligência e Mercado da Trip, Ronaldo Veras.

Precisam se adequar à norma, Barcelos, Santa Isabel do Rio Negro, Coari, Lábrea, São Paulo de Olivença, Fonte Boa e Eirunepé. O aeródromo de Carauari, onde a empresa operava, está interditado há dois anos e Parintins está operando apenas à noite, por conta de ação da Justiça. Estão de fora Tabatinga, Tefé, São Gabriel e Humaitá.

“Eirunepé só tem dois pontos que estão dentro das exigências que ainda não foram atendidas: o terminal de passageiros e o carro de bombeiros. Mas tem prazo e, portanto, está fora de qualquer risco imediato de parar. A nossa pista está ok e até boeing já recebemos”, tranquilizou o prefeito de Eirunepé, Dissica Valério Tomaz.

Conforme Veras, a Anac prometeu capacitar o pessoal aqui no Estado para atuar nas seções de combate a incêndio. Para este ano, a Trip receberá 14 novas aeronaves que serão somadas as 43 existentes, como jatos e Embaer 190 (110 passageiros). O Estado deve passar de 13 para 17 municípios atendidos.

Readequação
Onze aeródromos são objetos de investimentos do governo do Estado para sanar as não conformidades apontadas pela ANAC, em 2007. Entre os problemas estão a falta de cercas operacionais, pequenas rachaduras nas instalações físicas e a falta de seção contra incêndio, conforme o assessor de infraestrutura aeroportuária da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinf), José Carlos da Silva.

Por ordem de prioridade as obras em Parintins foram concluídas e agora estão em Maués, Barcelos e Santa Isabel. Depois seguem para Manicoré, Eirunepé, Labrea, São Paulo de Olivença, Humaitá, Borba e Fonte Boa. Elas são executadas pela Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (Comara), unidade do Comando da Aeronáutica especializada em construção de aeroportos militares.

No ar: Primeira parte do artigo sobre o "cemitério" de aeronaves de Manaus

O "cemitério" de aviões de Manaus - Parte 1


Atendendo a diversos pedidos enviados por email e comentários, provenientes de nossos seguidores e leitores, o MSTeam Files inicia a primeira parte de uma série de três onde contaremos um pouco da história dos aviões que fazem parte do cemitério de aeronaves abandonadas do aeroporto Eduardo Gomes. Todavia gostaríamos de deixar bem claro ao leitor o fato de que somente falaremos dos aviões que de fato estão abandonados e desativados. Não consideraremos aqui aeronaves paradas temporariamente, que ocupam posição no PÁTIO do AIEG, e nem aquelas cuja única função é fornecer peças para outras aeronaves do mesmo modelo ainda operacionais. O critério utilizado foi: aeronave abandonada em área verde do AIEG.

Existem dois grupos de aeronaves abandonadas no AIEG, um com quatro e outro com três aeronaves. Considerando os critérios acima expostos, são sete as aeronaves as quais terão parte de sua história relatada nestes artigos:

A primeira parte contará a história dos DC-8 da TCB-Transportes Charter do Brasil (PP-TPC) e da Promodal (PR-GPT)

A segunda parte falará sobre o par de 737-200 da Vasp, parados desde janeiro de 2005: PP-SMB e PP-SPG

A terceira parte relatará a história dos três cargueiros do “novo” cemitério do AIEG: dois 707-300C, um da Skymaster (PT-MTR) e um da Beta (PP-BRI), além de um outro DC-8 da Skymaster (PR-SKI).

Para ler a primeira parte da matéria completa, basta clicar aqui, no título no topo desta postagem ou na seção "Matérias especiais" na lateral da página principal do blog.

15/05: Captain's Choice Tour 2011



15/05/2011: o Canguru voador australiano volta (mais uma vez) a Manaus.

[FOTOS] Boeing 777-300 da TAM

Tivemos pela segunda vez num período de 10 dias o vôo JJ3748/3749 GRU / MAO / GRU operado pelo Boeing 777-300, semana passada tivemos o PT-MUB e hoje a estrela foi o PT-MUD. Agradecimentos ao nosso colaborador da Tam Sr. Aderson Jordão pelas informações.








TAM Linhas Aéreas
Boeing 777-32WER
Foto por Frederico Cavalcante

[Exclusivo] 1º Vôo do PR-AZS

O Blog traz hoje com exclusividade o 1º Vôo do segundo ATR da Azul Linhas Aéreas o PR-AZS depois que veio de Confins (CNF). A Aeronave fez a rota VCP/ MGF / JOI / MGF / VCP no dia 14 de Fevereiro de 2011. Agradecemos ao amigo colaborador Cmte. João Henrique pelas informações e autorização da foto.


ATR 72-202 - Azul Linhas Aéreas
Foto por: João Henrique Moraes

[FOTO] Uma visão do pátio do AIEG

Trip Linhas Aéreas
Embraer 175 PP-PJC
Foto por Fábio Duarte



Nesta terça-feira trazemos este belíssimo e interessante registro do pátio do AIEG, com destaque para o E175 da Trip, o Boeing 737-200 PP-VMM da Rico e o par de 727-200F da Rio Linhas Aéreas.


Manaus Spotting Team visita instalações da Amazonaves

A equipe do Manaus Spotting Team foi recebida no último dia 30 de janeiro pelo sr. Márcio Perez, diretor de operações da Amazonaves Taxi Aéreo nas dependências do hangar da empresa, situado no Aeroclube de Flores. A empresa é uma das maiores operadoras de táxi aéreo da Região Norte, possuindo uma frota com quatro Cessna Caravan, um Embraer EMB-110 Bandeirante, diversos Embraer EMB-810C Seneca, dentre outros modelos.

Durante a visita o Manaus Spotting Team apresentou um pouco de sua história e de seu trabalho, da mesma forma que o sr. Márcio Perez relatou parte de sua história e a da empresa. O Manaus Spotting Team sente-se agradecido e envaidecido pelo convite e pela recepção a qual nos foi dispensada pela Amazonaves, firmando bases para uma relação cooperativa e colaborativa a qual renderá bons frutos.




[FOTO] Boeing apresenta o 747-8 Intercontinental

The Boeing Company
Boeing 747-8 Intercontinental
Foto via The Boeing Store



Em cerimônia realizada nas instalações da Boeing em Everett, WA, foi apresentado o primeiro Boeing 747-8 Intercontinental, a versão de passageiros do novíssimo 747-8. O avião marcará a passagem de meio século de vida do mais importante avião comercial já construído, conhecido nos países de língua inglesa como a Rainha dos Céus (em inglês a palavra avião é do gênero feminino).

A Boeing exibiu na cerimônia maquetes das das únicas empresas que encomendaram a versão de passageiros do 747-8I, a Lufthansa e a Korean Air, todavia espera-se que a performance das vendas melhore com a apresentação da aeronave. A versão de carga do 747-8 realizou seu primeiro vôo no início de 2010 e a principal cliente é a Cargolux.

O primeiro Boeing 747-8 será o 747-830 D-ABYA, que voará pela Lufthansa. A matrícula é a mesma que a gigante alemã utilizou em seu primeiro 747-100, recebido em março de 1970.

Aeroportos da Amazônia: Tefé (TFF/SBTF)

Aeroporto de Tefé (TFF/SBTF)
Foto por Alexandre J. B. Cavalcanti



Após um hiato de meses o Blog retorna com a seção Aeroportos da Amazônia, e o escolhido para a retomada do tema foi o aeroporto da cidade de Tefé, cidade situada às margens do Rio Solimões e que é uma dos maiores e mais importantes municípios do interior do Estado do Amazonas.

A cidade de Tefé possui mais de 60 mil habitantes e seu aeroporto foi criado com o intuito (comum aos municípios do interior da Amazônia) de atender aos interesses e necessidades das Forças Armadas na sua missão de integrar as regiões mais longínquas da Região Norte. Em 31/03/1980 o aeroporto passou a ser adminstrado pela INFRAERO. A localização estratégica de Tefé, no coração do estado do Amazonas, faz com que o aeroporto da cidade tenha bastante importância como porta de entrada de produtos, turismo e atividades econômicas tanto para a cidade como para os municípios vizinhos.

O aeroporto de Tef'é possui uma única pista (15/33), com 2245x45 metros. O único operador de vôos regulares nos dias atuais é a Trip, utilizando ATR-42; a Total realiza escalas técnicas de reabastecimento no aeroporto no retorno do vôo Carauari-Porto Urucu-Manaus. No passado a cidade chegou a receber vôos regulares com Boeing 737-200, inicialmente com a Varig e Cruzeiro e depois com a Rico Linhas Aéreas, a qual operava vôos diários na rota Manaus-Tefé-Tabatinga com o aparelho.

Em 2010 o aeroporto de Tefé operou 7.717 aeronaves, totalizando 32.209 passageiros e 70.084 kg de carga aérea. Os planos de vôo repetitivos vigentes para TFF podem ser encontrados no site do CGNA.


AEROPORTO DE TEFÉ (TFF/SBTF) TEFÉ - AMAZONAS - BRASIL.

Características do Aeroporto/Airport Characteristics/Características del Aeropuerto

Lat/Long: 03° 22' 58.60" Graus/Degrees Norte/North/Norte 064° 43' 26.60" Graus/Degrees Oeste/West/Oeste

Elevação/Elevation/Elevación: 184 Pés/Feet/Piés (56 Metros/Meters/Metros)

Variação Magnética/Magnetic Variation/Variacion Magnética: 011° W (01/06)

Da cidade/From city/De la ciudad: Tefé - AM, Brasil/Brazil/Brasil

Fuso Horário/Time zone: UTC-4(-3DT)

Farol/Beacon/Farol: Sim/Yes/Sí

Horário de Operação/Operations Hours: Do amanhecer ao anoitecer/Sunrise to Sunset

Pista Máxima/Max Runway/Max pista de aterrizaje: 7.218 x 148 Pés/Feet/Piés (2.245 x 45 Metros/Meters/Metros)
Superfície/Surface/Superfície:ASFALTO/ASPHALT/ASFALTADO
Cabeceiras: 15R/33L


OUTRAS INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

Sítio Aeroportuário:

Área: 4.324.689,00 m²

Pátio das Aeronaves:
Área: Dados Indisponíveis

Terminal de Passageiros:

Capacidade/Ano: 38.000 Passageiros
Área(m²): 297 m²
Balcões de check-in: 04 balcões de check-in

Estacionamento de veículos
Nº de vagas: 24 vagas
Tipo de piso: Asfalto

Estacionamento de Aeronaves

Nº. de Posições: 11 posições ( não possui pontes de embarque)



AUXÍLIOS OPERACIONAIS:

# EPTA/ Estação Meteorológica
# Sinais de Eixo de Pista - Luzes de Pista
# Sinais de Cabeceira de Pista - Sinais Indicadores de Pista
# Sinais de Guia de Táxi - Luzes de Táxi - Luzes de Cabeceira
# Luzes de Obstáculos - Iluminação de Pátio - Farol Rotativo
# Biruta
# Freq. do Rádio: 125.9
# Circuito de Tráfego Aéreo: Padrão
# Auxílio aos procedimentos de pouso e de navegação aérea: VOR-DME e NDB.
# Sistema de Controle de Tráfego Aéreo: RDO e AFIS.

PISTA

# Ligação do pátio à pista de pouso PRA (m): Dados Indisponíveis
# Acesso à cabeceira 33L - PRB (m): Dados Indisponíveis
# Acesso à cabeceira 15R - PRC (m): Dados Indisponíveis
# Distância da cabeceira mais próxima (m): Dados Indisponíveis
# Resistência das Pistas: 048FCXT

SISTEMAS DE LUZES : Rot Bcn opr SS-2200Z++ Sun; SS-2300Z++ Mon, Wed, Fri; SS-2400Z++ Tue, Thu, Sat..PAPI Rwy 15 GS 2. 7 MEHT 71'.

Em breve no blog: a história do cemitério de aeronaves de Manaus

Conforme haviamos mencionado em nosso artigo sobre a história do Boeing 707 em Manaus, em breve irá ao ar em nosso blog especial Manaus Spotting Team Files uma matéria que relatará um pouco da história das aeronaves que compõem o "cemitério" de aviões abandonados no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes.

Existem na verdade dois grupos de aeronaves abandonadas no AIEG, um com quatro e outro com três aeronaves. Considerando a informação acima, são sete as aeronaves as quais terão parte de sua história relatada nestes artigos:

A primeira parte contará a história dos DC-8 da TCB-Transportes Charter do Brasil (PP-TPC) e da Promodal (PR-GPT)
A segunda parte falará sobre o par de 737-200 da Vasp, parados desde janeiro de 2005: PP-SMB e PP-SPG
A terceira parte relatará a história dos três cargueiros do “novo” cemitério do AIEG: dois 707-300C, um da Skymaster (PT-MTR) e um da Beta (PP-BRI), além de um outro DC-8 da Skymaster (PR-SKI).

Na próxima sexta-feira irá ao ar a primeira parte, com as subsequentes publicadas nas sextas-feiras seguintes.

UPDATE (18/2/11 12:42) - Por razões técnicas a primeira parte irá ao ar no sábado ao invés da sexta-feira

Homenagem: Panair do Brasil

Panair do Brasil
Douglas DC-8-33 PP-PEA
Foto por Helio Bastos Salmon



O dia 10 de fevereiro marca o aniversário de 46 anos do fim das operações da Panair do Brasil. A empresa teve sua licença de operação suspensa pelo governo militar no dia 10/02/1965, o que desencadeou grande comoção da opinião pública brasileira, uma vez que a empresa era até então a flagship brasileira para a Europa e África.

O final da história da Panair do Brasil é permeado pela política e pela influência do recém instalado regime militar no país. Não desejamos entrar no mérito de nomear culpados e beneficiados com o acontecimento. A intenção é prestar uma respeitosa homenagem a quem por décadas levou mundo afora o nome do Brasil em suas asas.

Memória fotográfica: Embraer deliveries (2)

Aero Republica
Embraer ERJ190-100IGW HK-4454-X
Foto por Alexandre J.B. Cavalcanti (@MAO, 22/12/2006)



Continuando a revisão fotográfica dos E-jets em entrega que passaram por MAO, trazemos registro do final de 2006 com o primeiro E190 entregue para a Aero Republica Colombia. O HK-4454 perdeu posteriormente o X da matrícula (a de teste era PT-SIO).

[FOTO] Novo Ed Force One revelado

Astraeus - Iron Maiden's Ed Force One
Boeing 757-2Q8 G-STRX
Foto por Phil Whalley via Blog Flight 666



Finalmente foi revelada a pintura da terceira versão do Ed Force One que será utilizado no transporte do Iron Maiden na "The Final Frontier World Tour 2011". A aeronave não é mais o 757 de matrícula G-OJIB, usado nas turnês de 2008 e 2009, uma vez que a mesma foi repassada para a easyJet. Quem terá a honra de levar a banda na nova turnê é o G-STRX, aeronave que já voou em céus brasileiros pela companhia boliviana AeroSur.

Manaus está de fora da turnê de 2011 todavia a Região Norte foi contemplada com o show que o Maiden fará em Belém, a ser realizado em 01/04/2011. De forma semelhante ao que ocorreu nos anos anteriores, o 757 será adaptado para o transporte de passageiros e carga.

Para matérias completas do Blog Flight 666 sobre o novo Ed Force One clique aqui e aqui


Memória fotográfica: Embraer deliveries (1)

jetBlue
Embraer 190-100IGW N273JB "Caribbean Blue"
Serial Number 1900073
Foto por João Henrique M. Oliveira (@MAO, 29/06/2007)



O Blog do MSTeam inicia uma nova seção, dedicada a revisar parte do histórico fotográfico disponível dos E-Jets da Embraer que realizaram escala técnica em Manaus durante os vôos de entrega, os quais ocorreram com maior frequência entre 2005 a 2008. Iniciando, trazemos registro de junho de 2007 do N273JB, entregue para a jetBlue na rota SJK-MAO-MCO. O avião utilizou matrícula de teste PT-SJM e o vôo de entrega foi designado na ocasião como JBU8273.

To be scrapped?

Vasp
Boeing 737-2L7/Adv PP-SPG
Foto por Eduardo Bentes



"To be scrapped" é um termo utilizado em aviação para definir aviões não mais operacionais os quais serão desmontados e terão as partes vendidas como sucata. É exatamente este o destino que um projeto do Conselho Nacional de Justiça em conjunto com a INFRAERO pretende dar a mais de 100 aviões abandonados em diversos aeroportos pelo país.

Estes aviões estão parados há quantidades de tempo variáveis (nove anos no caso do PT-TAA/TAB/TAC abandonados em BSB e cinco anos para dezenas de Boeing 737-200 da Vasp espalhados pelo país) e nenhum deles possui viabilidade econômica para ser colocados em condições de voltar a voar. Muitas destas aeronaves ainda fazem parte do patrimônio de empresas falidas (destacadamente VP e TR), porém fazem parte do acervo aviões apreendidos (como um incomum Yak-40 parado em RAO) e aqueles pertencentes a empresas que estiveram sob recuperação judicial.

Muitos destes aviões ocupam hoje áreas não operacionais, não utilizadas durante o movimento diário dos aeroportos. A grande exceção a esta regra é a grande área pertencente à Vasp no Aeroporto de Congonhas, na qual se encontram vários 737-200, um Boeing 727-200F e um dos Airbus A300 que voaram pela empresa. É exatamente por estes aviões que o esforço de desmonte promovido pelo CNJ deverá iniciar em março deste ano.

O desmonte dos hulks (aviões sem condição de vôo) é prática comum dentre as empresas, todavia nos países mais desenvolvidos ele costuma ocorrer longe dos olhos do grande público e da mídia, nos chamados cemitérios de aeronaves (como Victorville e Roswell nos EUA). Alguns destes aviões tem grande valor histórico, mas mesmo esta informação parece ser inútil diante do grito agudo das serras e dos caminhões de transporte de sucata que selarão o destino final de aeronaves as quais voaram por quase 40 anos por uma mesma empresa.

Movimento aeroportos 2010: AIEG movimenta 2,7 mi de pax


De acordo com os dados divulgados pela INFRAERO, o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes superou em 2010 a marca dos 2,7 milhões de passageiros. O número equivale a 108% da capacidade atual do aeroporto, que é capaz de operar 2,5 milhões de passageiros/ano. Esta informação reveste-se de especial importância na medida em que o Eduardo Gomes inicia processo licitatório de reforma que elevará a capacidade para 5 milhões de passageiros anuais.

Movimento Total de Passageiros nos Aeroportos Infraero, DAESP, Maringá e Cascavel - 2010/2009:

Aeroporto ------------------ 2010 --- 2009 --- Cresc. %
1º. São Paulo-Guarulhos (SP) --- 26.774.546 --- 21.727.649 --- 23,23%
2º. São Paulo-Congonhas (SP) --- 15.481.370 --- 13.699.657 --- 13,01%
3º. Brasília (DF) --- 14.149.306 --- 12.213.825 --- 15,85%
4º. Rio de Janeiro-Galeão (RJ) --- 12.229.513 --- 11.828.656 --- 3,39%
5º. Rio de Janeiro-Santos Dumont (RJ) --- 7.805.387 --- 5.099.643 --- 53,06%
6º. Salvador (BA) --- 7.540.289 --- 7.063.087 --- 6,76%
7º. Belo Horizonte-Confins (MG) --- 7.261.041 --- 5.617.171 --- 29,27%
8º. Porto Alegre (RS) --- 6.676.216 --- 5.607.703 --- 19,05%
9º. Recife (PE) --- 5.933.137 --- 5.250.565 --- 13,00%
10º. Curitiba (PR) --- 5.769.712 --- 4.853.733 --- 18,87%
11º. Fortaleza (CE) --- 5.072.786 --- 4.211.651 --- 20,45%
12º. Campinas-Viracopos (SP) --- 5.021.939 --- 3.364.404 --- 49,27%
13º. Manaus (AM) --- 2.705.131 --- 2.300.022 --- 17,61%
14º. Florianópolis (SC) --- 2.672.250 --- 2.108.383 --- 26,74%
15º. Vitória (ES) --- 2.644.729 --- 2.342.283 --- 12,91%
16º. Belém (PA) --- 2.570.899 --- 2.203.653 --- 16,67%
17º. Natal (RN) --- 2.413.416 --- 1.894.113 --- 27,42%
18º. Goiânia (GO) --- 2.348.648 --- 1.772.424 --- 32,51%
19º. Cuiabá (MT) --- 2.134.267 --- 1.671.704 --- 27,67%
20º. Maceió (AL) --- 1.425.340 --- 1.117.250 --- 27,58%
21º. São Luís (MA) --- 1.379.146 --- 984.756 --- 40,05%
22º. Campo Grande (MS) --- 1.208.765 --- 1.028.643 --- 17,51%
23º. Foz do Iguaçu (PR) --- 1.155.615 --- 807.540 --- 43,10%
24º. Aracaju (SE) --- 940.389 --- 727.679 --- 29,23%
25º. João Pessoa (PB) --- 930.450 --- 598.015 --- 55,59%
26º. Itajaí-Navegantes (SC) --- 852.487 --- 593.900 --- 43,54%
27º. Teresina (PI) --- 798.170 --- 557.798 --- 43,09%
28º. Uberlândia (MG) --- 765.395 --- 570.900 --- 34,07%
29º. Belo Horizonte-Pampulha (MG) --- 757.685 --- 598.360 --- 26,63%
30º. Londrina (PR) --- 733.157 --- 572.717 --- 28,01%
31º. Porto Velho (RO) --- 716.905 --- 561.331 --- 27,72%
32º. Ribeirão Preto (SP) --- 677.768 --- 473.200 --- 43,23%
33º. Macapá (AP) --- 540.695 --- 469.836 --- 15,08%
34º. Maringá (PR) --- 497.979 --- 319.576 --- 55,82%
35º. São José do Rio Preto (SP) --- 424.740 --- 303.466 --- 39,96%
36º. Ilhéus (BA) --- 412.572 --- 361.378 --- 14,17%
37º. Macaé (RJ) --- 410.145 --- 374.379 --- 9,55%
38º. Santarém (PA) --- 405.122 --- 364.615 --- 11,11%
39º. Palmas (TO) --- 389.217 --- 298.484 --- 30,40%
40º. São Paulo-Campo de Marte (SP) --- 361.863 --- 312.460 --- 15,81%
41º. Rio Branco (AC) --- 355.916 --- 323.114 --- 10,15%
42º. Joinville (SC) --- 289.161 --- 208.492 --- 38,69%
43º. Petrolina (PE) --- 254.161 --- 207.271 --- 22,62%
44º. Juazeiro do Norte (CE) --- 244.780 --- 247.775 --- -1,21%
45º. Marabá (PA) --- 242.415 --- 243.094 --- 251.071 --- -0,28%
46º. Boa Vista (RR) --- 242.409 --- 190.469 --- 27,27%
47º. Imperatriz (MA) --- 234.295 --- 195.181 --- 20,04%
48º. Presidente Prudente (SP) --- 213.105 --- 178.926 --- 19,10%
49º. Rio de Janeiro-Jacarepaguá (RJ) --- 134.247 --- 114.093 --- 17,66%
50º. Montes Claros (MG) --- 121.140 --- 84.999 --- 42,52%
51º. Cruzeiro do Sul (AC) --- 118.867 --- 96.778 --- 22,82%
52º. Campina Grande (PB) --- 114.258 --- 82.240 --- 38,93%
53º. Bauru-Arealva (SP) --- 97.334 --- 41.324 --- 135,54%
54º. São José dos Campos (SP) --- 84.176 --- 43.820 --- 92,09%
55º. Altamira (PA) --- 81.565 --- 70.175 --- 16,23%
56º. Araçatuba (SP) --- 78.296 --- 56.207 --- 39,30%
57º. Uberaba (MG) --- 75.391 --- 73.851 --- 2,09%
58°. Cascavel (PR) --- 75.149 --- 56.555 --- 32,88%
59º. Sorocaba (SP) --- 63.243 --- 58.342 --- 8,40%
60º. Carajás (PA) --- 68.618 --- 39.609 --- 73,24%
61º. Curitiba-Bacacheri (PR) --- 60.678 --- 30.897 --- 96,39%
62º. Marília (SP) --- 54.120 --- 41.089 --- 31,71%
63º. Tabatinga (AM) --- 43.884 --- 35.806 --- 22,56%
64º. Bragança Paulista (SP) --- 43.196 --- 32.335 --- 33,59%
65º. Tefé (AM) --- 32.209 --- 20.462 --- 57,41%
66º. Campinas-Amarais (SP) --- 29.246 --- 26.971 --- 8,43%
67º. Corumbá (MS) --- 28.070 --- 27.973 --- 0,35%
68º. Belém-Júlio César (PA) --- 27.491 --- 25.078 --- 9,62%
69º. Criciúma (SC) --- 23.213 --- 9.873 --- 135,12%
70º. Belo Horizonte-Carlos Prates (MG) --- 22.431 --- 16.924 --- 32,54%
71º. Jundiaí (SP) --- 19.607 --- 19.112 --- 2,59%
72º. Itanhaém (SP) --- 16.189 --- 18.210 --- -11,10%
73º. Araraquara (SP) --- 12.344 --- 8.524 --- 44,81%
74º. Ubatuba (SP) --- 11.858 --- 8.815 --- 34,52%
75º. Bauru (SP) --- 11.173 --- 10.275 --- 8,74%
76º. Campos dos Goytcazes (RJ) --- 10.004 --- 7.446 --- 34,35%
77º. Pelotas (RS) --- 8.163 --- 6.195 --- 31,77%
78º. Assis (SP) --- 8.154 --- 7.081 --- 15,15%
79º. Piracicaba (SP) --- 6.554 --- 6.888 --- -4,84%
80º. Lins (SP) --- 4.520 --- 6.405 --- -29,43%
81º. Ponta Porã (MS) --- 4.479 --- 3.495 --- 28,15%
82º. Paulo Afonso (BA) --- 3.718 --- 3.837 --- -3,10%
83º. Barretos (SP) --- 3.611 --- 3.642 --- -0,85%
84º. Franca (SP) --- 3.221 --- 3.068 --- 4,99%
85º. Uruguaiana (RS) --- 3.144 --- 2.786 --- 12,85%
86º. Andradina (SP) --- 2.941 --- 2.493 --- 17,97%
87º. Parnaíba (PI) --- 2.612 --- 2.046 --- 27,66%
88º. São Carlos (SP) --- 2.461 --- 1.433 --- 71,74%
89º. Votuporanga (SP) --- 2.377 --- 1.955 --- 21,59%
90º. Bagé (RS) --- 2.269 --- 1.837 --- 23,52%
91º. Ourinhos (SP) --- 1.716 --- 1.318 --- 30,20%
92º. Tupã (SP) --- 1.419 --- 952 --- 49,05%
93º. Juiz de Fora (MG) --- 965 --- (0) --- (0)
94º. Avaré-Arandu (SP) --- 735 --- 1.073 --- -31,50%
95º. Botucatu (SP) --- 722 --- 588 --- 22,79%
96º. São Manoel (SP) --- 716 --- 739 --- -3,11%
97º. Dracena (SP) --- 635 --- 486 --- 30,66%
98º. Presidente Epitácio (SP) --- 632 --- 791 --- -20,10%
99º. Penápolis (SP) --- 520 --- 405 --- 28,40%

INFRAERO --- 154.322.438 --- 128.135.616 --- 20,44%
DAESP --- 1.793.153 --- 1.316.113 --- 36,25%
Maringá --- 497.979 --- 319.576 --- 55,82%
Cascavel --- 75.149 --- 56.555 --- 32,88%

TOTAL --- 156.688.719 --- 129.827.860 --- 20,69%

---------------------------------------------------------

Movimento Internacional:

1º SÃO PAULO/GUARULHOS - 10.361.089 (+22,48%)

2º RIO DE JANEIRO/GALEÃO - 3.089.119 (+18,21%)

3º PORTO ALEGRE - 448.648 (+27,61%)

4º SALVADOR - 336.830 (+7,25%)

5º BELO HORIZONTE/CONFINS - 301.464 (+22,78%)

6º FORTALEZA - 229.463 (+2,49%)

7º RECIFE - 217.809 (+4,58%)

8º BRASÍLIA - 201.684 (+28,28%)

9º FLORIANÓPOLIS - 193.345 (+71,95%)

10º MANAUS - 164.150 (+9,17%)

11º NATAL - 117.613 (-7,92%)

12º CURITIBA - 102.929 (+15,74%)

13º BELÉM - 42.672 (+19,62%)

14º CAMPINAS - 37.403 (+1.853,16%)

15º MACEIÓ - 20.222 (+39,98%)

16º FOZ DO IGUAÇÚ - 17.043 (+287,34%)

17º CAMPO GRANDE - 15.422 (+36,82%)

18º BOA VISTA - 3.289 (-2,95%)

19º BELO HORIZONTE/PAMPULHA - 2.839 (+59,40%)

24º PONTA PORÃ - 710 (+34,98%)

29º CORUMBÁ - 355 (-6,33%)

--------------------------------------------------

Último 737-300 da Gol deixa o país via MAO

A história do Boeing 737-300 na Gol Linhas Aéreas chega ao fim. A empresa devolve hoje o último avião do modelo, o PR-GLO, e o mesmo fará voo de translado que inclui escala técnica e pernoite em Manaus:

Dia 01feb11

G3 9240 CNF-MAO ETD CNF 1600Z ETA MAO 1930Z


Dia 02feb11

G3 9252 MAO-FLL ETD MAO 0900Z ETA FLL 1500Z

G3 9252 FLL-OPF ETD FLL 1600Z ETA OPF 1625Z